GeraisNotíciasTecnologia

Ataque hacker no Brasil: o maior alvo na América Latina

ataque-hacker-brasil

Nos últimos anos, o Brasil tem enfrentado um aumento alarmante no número de ataque hacker. De acordo com dados recentes, o país é o maior alvo de ataques cibernéticos na América Latina, com uma tendência preocupante. No segundo semestre de 2022, o Brasil sofreu um aumento significativo de 19% no número de ataques, um percentual superior à média global de 13%. Isso representa quase 40% do total de invasões cibernéticas registradas na América Latina.

A escala dos ataques no Brasil e na América Latina

Para entender melhor a extensão desse problema, é importante considerar os números. No segundo semestre de 2022, o Brasil registrou 285.529 ataques cibernéticos. Outros países da região também foram alvo dessas ameaças, mas em uma escala menor:

  • Colômbia: 90.063 ataques;
  • Argentina: 25.800 ataques;
  • Equador: 24.540 ataques;
  • Chile: 24.184 ataques;
  • México: 15.328 ataques;
  • Peru: 14.197 ataques;
  • Venezuela: 2.537 ataques.

Ao todo, os 21 países que compõem a América Latina enfrentaram um número expressivo de 727.686 ataques cibernéticos durante esse período.

O que causa a vulnerabilidade do Brasil?

Várias razões contribuem para a crescente vulnerabilidade do Brasil ao ataque hacker. Primeiramente, o país possui uma vasta infraestrutura de TI e um grande número de usuários de internet, o que atrai a atenção de hackers. Além disso, muitas organizações no Brasil ainda enfrentam desafios na implementação de medidas de segurança cibernética adequadas, o que torna mais fácil para os criminosos explorar vulnerabilidades.

Como se proteger no cenário de ataques cibernéticos em ascensão

Dada a gravidade da situação, é crucial que indivíduos e organizações no Brasil estejam preparados para enfrentar um ataque hacker. Aqui estão algumas medidas essenciais:

Conscientização: esteja ciente das ameaças cibernéticas e das táticas comuns usadas pelos hackers.

Segurança de dados: garanta que os dados confidenciais sejam protegidos por meio de criptografia e políticas de acesso restritas.

Atualizações de software: mantenha todos os sistemas, aplicativos e dispositivos atualizados com as últimas correções de segurança.

Firewalls e antivírus: utilize soluções de segurança cibernética, como firewalls e antivírus, para proteger contra ameaças conhecidas.

Treinamento: eduque funcionários e usuários sobre boas práticas de segurança cibernética.

Monitoramento de rede: implemente sistemas de monitoramento de rede para detectar atividades suspeitas.

Resposta a incidentes: tenha um plano de resposta a incidentes em vigor para lidar com ataques quando ocorrerem.

Ataque DDoS

Um Ataque de Negação de Serviço Distribuído (DDoS) é uma tentativa de tornar um serviço online indisponível sobrecarregando-o com tráfego de múltiplas fontes. Eles visam uma ampla variedade de recursos importantes, desde bancos até sites de notícias, e representam um grande desafio para garantir que as pessoas possam publicar e acessar informações importantes.

Tipos de ataques

Os ataques DDoS vêm em muitas formas diferentes, desde ataques Smurf até Teardrops e Pings of Death.

Classe de Ataque: quatro categorias comuns de ataques

  • Ataques de Conexão TCP – ocupação de conexões

Esses ataques tentam esgotar todas as conexões disponíveis em dispositivos de infraestrutura, como balanceadores de carga, firewalls e servidores de aplicação. Mesmo dispositivos capazes de manter o estado em milhões de conexões podem ser comprometidos por esses ataques.

  • Ataques Volumétricos – consumindo largura de banda

Esses ataques tentam consumir a largura de banda, seja dentro da rede/serviço de destino ou entre a rede/serviço de destino e o restante da Internet. Esses ataques têm como objetivo principal causar congestionamento na rede.

  • Ataques de Fragmentação – fragmentos de pacotes

Esses ataques enviam uma inundação de fragmentos TCP ou UDP para uma vítima, sobrecarregando a capacidade da vítima de reagrupar os fluxos e reduzindo severamente o desempenho.

  • Ataques de Aplicação – mirando em aplicações

Esses ataques tentam sobrecarregar um aspecto específico de uma aplicação ou serviço e podem ser eficazes mesmo com pouquíssimas máquinas atacantes gerando uma taxa de tráfego baixa (o que os torna difíceis de detectar e mitigar).

Em resumo, o Brasil enfrenta um aumento preocupante nos ataques cibernéticos, destacando a necessidade premente de medidas de segurança cibernética robustas em todas as esferas da sociedade. Ao adotar práticas de segurança e ficar alerta para as ameaças, podemos trabalhar juntos para proteger nossos sistemas e informações valiosas contra os hackers que visam explorar nossa vulnerabilidade digital. A segurança cibernética é uma responsabilidade compartilhada por todos, e a proteção começa com a conscientização e a ação proativa.

Para mais detalhes, acesse o site.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Posts relacionados
BrasilCulturaCuriosidadesDestinosDicas de ViagemHurbLGBTQIA+NotíciasViagens

Vai para a Parada LGBTQIA+? Confira nossas dicas de hospedagem

CorporativoNotíciasReal time Report

Pacotes em Tempo Real -Atualizado a cada 2 horas - 20/05

CuriosidadesDestinos InternacionaisNotícias

Descubra o Portal: Conectando Nova York e Dublin em um Instante

ArteCiênciaCorporativoCuriosidadesGPTHurbLoon FactoryMachine LearningTecnologia

Quem é João Ricardo Mendes CEO do Hurb?