AmazôniaCiênciaCulturaFrança

Construindo pontes: Hurb e Pour Le Brésil formam líderes para a Amazônia

Podemos olhar para trás e encarar todos os obstáculos que superamos. Como empresa, o Hurb sempre foi reconhecido pelo seu impacto e inovação no mercado do turismo. Em 2023, essas qualidades foram ainda mais importantes para enfrentar os novos desafios. Além disso, nos levaram a participar de projetos incríveis e ajudar pessoas a chegarem a locais mais distantes — e não somente por meio de viagens.

Em 2023, a educação foi um elemento-chave para a companhia desenvolver iniciativas em diversos campos sociais. Graças à ela, as pessoas enxergam novas perspectivas e aumentam o interesse e a curiosidade por novos caminhos, e é assim que encontramos soluções nunca antes pensadas. Com isso em mente, o Hurb viu a parceria com a Pour Le Brésil como uma ótima oportunidade para alcançar esse propósito.

A Pour Le Brésil é uma diligência estudantil formada por estudantes brasileiros da Sciences Po Paris, fundada desde 2019, com o objetivo de criar bases para o debate de assuntos relacionados ao Brasil na França. Desde 2022, a Pour Le Brésil tem focado na preservação da Amazônia, capacitando equipes para a elaboração de pesquisas, oferecendo bolsas de estudo para estudantes amazonenses e aquecendo o debate sobre o Brasil dentro dos campos acadêmicos franceses. O diferencial dessa iniciativa é discutir outras temáticas da Amazônia para além da preservação ambiental, como problemas econômicos e sociais da região, para que soluções adequadas e sustentáveis sejam apresentadas para a população.

Hurb e Pour Le Brésil

Hurb e Pour Le Brésil formam líderes para a Amazônia

O Hurb se orgulha muito de ter apoiado o projeto “diálogos transatlânticos” da Pour Le Brésil, em que foram levados 5 estudantes amazonenses para a França. Durante a estadia, eles participaram da escola de verão na Sciences Po e tiveram acesso a soluções dos problemas da região amazônica e diferentes experiências enriquecedoras para a educação, como aulas de desenvolvimento sustentável, racismo e segurança humana. Além disso, fizeram parte de discussões de diferentes organizações francesas e internacionais, incluindo a OCDE e a UNESCO.

A Pour Le Brésil se preocupou em levar as perspectivas e opiniões dos jovens da Amazônia para participar do debate — muitas vezes, nos centros acadêmicos, nos perdemos em diferentes teorias e esquecemos de que estamos falando de problemas reais que as pessoas enfrentam, e que elas têm muito a colaborar com a construção das soluções. Os estudantes escolhidos também tinham grande engajamento social e político, já que participaram de diferentes projetos relacionados às temáticas da região amazônica.

A experiência foi enriquecedora para todas as partes, porque os estudantes amazonenses tiveram a oportunidade de desenvolver e aprender novas habilidades, e o campo acadêmico e político francês entendeu a realidade dos jovens da Amazônia, tornando as discussões mais palpáveis na busca de melhorias para a região. Por causa disso, o Hurb acredita que faz parte da formação de uma nova geração de pessoas com grande potencial de mudança nesses locais. Saber que esses jovens têm apoio para realizar grandes transformações e conhecimento para oferecer soluções aos problemas regionais é o que nos satisfaz.

No fim, podemos, sim, olhar para trás e ver os obstáculos, mas de forma alguma deixar de ver as vidas que marcamos e as contribuições que oferecemos ao mundo. É importante saber a nossa capacidade de enfrentar desafios, mas ao voltarmos nossos olhos para frente, de que formas contribuímos para o futuro? Compartilho esta experiência para mantermos sempre presente essa necessidade.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
1
Posts relacionados
DestinosEuropaFrançaReino UnidoViagens

Encante-se com Londres e Paris: Seu Sonho de Viagem em 2025!

Ciência

Sono e Saúde desvandados com AI

Ciência

Pesquisadores pretendem usar computação quântica para montar e analisar pangenomas

BrasilCulturaCuriosidadesDestinosDicas de ViagemViagens

Descubra o charme de Campos do Jordão: seu próximo destino de inverno