Uncategorized

Hurb crescimento exponencial

“Seria muito desejável que, quando os processos matemáticos passam pelo cérebro humano, em vez de por meio de um mecanismo inanimado, fosse igualmente uma necessidade das coisas que os raciocínios ligados às operações ocupassem o mesmo lugar justo que um claro e bem ramo definido do objeto de análise, um ingrediente fundamental, mas ainda independente, na ciência, que eles devem fazer no estudo do motor.” 

Esboço da Máquina Analítica (1843), Ada Lovelace

Hurb 7 Fevereiro 

  • Mais de 2.200 passageiros foram emitidos.
  • Caixa equalizando
  • Time recuperando consciência
  • Concorrentes, nem sei temos poucos, um na Holanda
  • E o faturamento, o faturamento toma conta de si mesmo. O Faturamento cuida de si mesmo, Bill Walsh é um dos maiores treinadores da história da NFL.  Ele começou com um time dos 49ers que venceu apenas dois jogos e em dois anos eles venceram seu primeiro Super Bowl. 
  • Bill se aposentou depois de 10 anos, mas antes de terminar eles ganharam mais dois Super Bowls e após uma década, mais da metade dos treinadores da NFL já havia servido em sua equipe. 
  • Pouco antes de falecer, ele escreveu um livro sobre liderança intitulado, the score take care of itself.

A missão da Hurb como empresa é tornar experiências e viagens acessíveis e compreensíveis para todos, independente da classe social e como consequência usar a mesma  tecnologia para otimizar tudo que envolvesse tempo, locomoção e trabalho.

Se pudermos construir ferramentas para ajudar as pessoas a entenderem o porquê de estarem trabalhando em algo, qual o impacto nos negócios e como funciona, acreditamos que as pessoas podem tomar melhores decisões, no início em nosso próprio setor, travel e em seguida para o mundo. 

Mostrar que com tecnologia você terá mais diversão no trabalho, mais autonomia e, no final, empresas melhores gerenciadas. 

Não sou engenheiro, mas sou psicopata com tempo de qualidade.

É engraçado, na verdade, durante todo o meu ensino médio (eu não tenho terceiro grau), eu realmente queria começar uma empresa, queria construir coisas, nunca soube o que para mim construir já é o porque.

Não tinha dinheiro suficiente para pagar alguém para construir, então um grande motivo pelo qual aprendi a me virar na internet foi para poder construir as coisas sozinho. Queria construir cada vez mais coisas. 

Descobri que para construir coisas de impacto, você não pode fazer sozinho. Precisa construir com outras pessoas. E quando penso em impacto, tenho um modelo mental de como você aumenta o impacto e adiciona alavancagem. 

Eu começo handcraft, na mão, excel, mas se eu for cavar um buraco no chão com uma pá, o impacto que posso causar é baseado no meu tempo. Se parar de cavar, não há mais buraco. 

Se você pode construir um robô que cava o buraco para você, você cria muito valor novo que gerará valor mesmo se você não estiver lá. E isso é mágico, isso é  o que é o software. 

Quando engenheiros escrevem um código, ele pode rodar 10 milhões de vezes por segundo, muito mais rápido que um humano, é outro nível de impacto. 

Você aumenta sua alavancagem, mas para criar ainda mais impacto, você constrói coisas mais valiosas e complexas. Você precisa ser capaz de construir coisas que não pode construir sozinho. 

Então, trata-se de encontrar problemas, ou na verdade criar problemas e coordenar pessoas para construir a solução do problema que eu mesmo criei  juntos, e isso é um impacto de nível superior. 

Mas, na verdade, penso em administrar um negócio e empreendedorismo muito através da lente da engenharia, como construir uma organização que gera impacto direto no PIB do Brasil e é assim que o Hurb inova em uma indústria que não inova. 

Em um nível individual, você está criando através de um teclado, mas, se está tentando criar novos problemas, está programando através de uma organização, as pessoas nela, as normas, a cultura que você cria, os problemas que está tentando resolver são frutos da sua criatividade, fazendo uma analogia, o antídoto para o veneno dessa cobra é o próprio veneno, a missão. 

No final das contas, o motivo pelo qual comecei o Hurb foi criar um problema de oferecer experiência de viagens para um público que nunca pensou em viajar, AKA 10 MILHÕES DE PESSOAS, para isso precisaria de:

  • Preço
  • Facilidade
  • Distribuição.
  • Assim se eu fosse bem sucedido na criação do problema teria um “n-squared problems” aí veio o covid, todos desaceleraram, era minha chance de adiantar a criação de um grande problema apareceu, qual era? Vender 5x mais do que planejamos, por um preço abaixo do operado (antes…). 

Então, teria que projetar por quanto tempo a Covid duraria. Seriam três meses ou dois anos? 

E no mesmo dia eu tinha dezenas de pessoas  fazendo isso em modelos e então eu conheci o “unknown unknowns”, não existe modelo para tudo, qualquer projeção estaria errada.

OK, se ninguém sabe quanto tempo vai durar, eu tenho o tempo que durar para criar o problema e a solução praticamente ao mesmo tempo, impossível? 

Se você criou o problema, pensando em sistemas complicados, teoricamente você sabe como “descriar”, porém se você erra na dimensão vira um sistema complexo e problemas complexos.

“We build products that leverage technology to solve huge problems for hundreds of millions of people.”

No final das contas, as empresas existem para gerar lucro, gerar receita, para que possamos nos divertir e construir coisas ótimas. E entendê-lo é incrivelmente importante. 

Então, se você pensar em uma planilha, quando você recebe uma planilha, não sei se você já recebeu uma, mas a primeira vez que você recebe uma, a emoção que todo mundo sente é universal. Você se sente oprimido.

Conversando com a Beatriz Rodrigues há 3 meses e analisando o ano mais difícil de nossas carreiras, falei acredito que por parte intuição treinada que nossa recuperação começaria mais forte em dezembro e seria ladeira acima.

Porque Dezembro, pois muitos problemas em cadeia parecem complicados mas são complexos uma vez que entre politicagem e uma indústria inteira querendo derrubar a empresa que está fazendo o brasil viajar.

Hoje, provavelmente (atualizo no final do dia) será o dia que mais vamos operar passageiros desde abril, acredito que metade das aeronaves do Brasil estarão pintadas de Hurb, coincidência ou não da mesma forma que as coisas desandam elas podem voltar a andar já na quinta marcha, e é isso que vai acontecer hoje no início da segunda semana de janeiro.

Obviamente, nosso desempenho em 2023 é quase inconcebível, eu errei como líder e fui fraco deixando o pessoal me prejudicar no profissional, isso NUNCA mais vai acontecer, eu me responsabilizo e nós, muitos comparam o barulho.

Hoje no Hurb, vejo um time de Soluções Tecnológicas, Produto e Plataforma trocando com toda empresa. Vejo Legal, CX, Financeiro, Operações  usando modelos de LLMs, vejo desenvolvedores desenvolvendo para dentro, para a plataforma e para entregar Software as a Service em breve.

O maior de todos os tempos no Hockey falavaA great hockey player plays where the puck is going to be” Wayne Gretzky.

O que você vê é uma convergência do nosso produto se tornando mais fácil de usar e uma ampliação de sua superfície de atrito já pensando como plataforma (ainda longo caminho), ambos impulsionados por desenvolvimentos em AI.

Acredito que no Brasil, muitas empresas se pintam de Tech e agora AI mas mesmo tendo muito o que melhorar vejo o Hurb retornando para vanguarda de densidade de talento.

Se você pegar o número total de pessoas, o número total de empresas que estão fazendo AI (ML) de qualquer tipo, incluindo álgebra linear, é provavelmente menos de 100. 

Em nosso modelo preditivo de Legal e Fraude breve teremos em torno de 3000 clientes que estão criando resultados operacionais usando nossa AI, operacional no sentido que eu defino, pois eles pagarão um milhão de dólares ou mais por isso. 

Portanto, é real e o time mesmo insatisfeito está refactoring o código e reboot a cultura de forma cirúrgica estamos fazendo isso em uma escala e ritmo que são inconcebíveis para a Hurb até recentemente.

Pequenas aplicações de protocolos crescentes, mesmo ainda tratando-se de números pequenos perto do core, Travel. Não conheço outra empresa de software em travel que consegue arbitrar uma indústria dominada há décadas por gigantes lentos que entendessem o software, rejeitando infraestruturas de software orientadas a vendas lineares e estreitas, monstros de Frankenstein.

A propósito, para aqueles que estão ouvindo e acham que nossa estratégia é loucura, muitas das suas melhores pessoas estão voltando a se candidatar no Hurb, então, enquanto podemos ser loucos, estamos sendo bombardeados por pessoas que querem trabalhar nesta empresa. Não passa um dia sem que eu receba uma ligação, um e-mail, 50 tentativas de entrar em nossa empresa. 

Hoje, no dia D que operamos alguns A380 digo que somos uma empresa que envolve as pessoas mais talentosas, interessantes e difíceis do mundo, e nunca houve um momento em que estivemos tão motivados, tão unidos e tão orgulhosos de nossa empresa e de nossas realizações. 

Escalamos mais do que a indústria aguenta, esticamos o máximo e quanto mais perigoso, mais real fica, mais testado em batalha e real seu software tem que ser. 

Acredito que está prestes a ficar muito real, por quê? Porque nosso crescimento do PIB é uma realidade.

Eu sei que o grupo que sempre erra diz que então deveríamos ter paz, mas estou dizendo que o resultado racional, a consequência racional disso é que nossos adversários estão pensando: A Hurb vai estar mais forte amanhã do que hoje’, pois tentaram de tudo (ainda vai dar um livro). 

Nós amamos isso, queremos provar e acolhemos ambientes de prova.

Eu converso com clientes às 2, 3, 4 da manhã em uma VTC, e perguntei a eles, por que você está trabalhando às 4 da manhã para melhorar sua empresa, e basicamente todos dizem a mesma coisa, porque o Hurb lutou pelos meus direitos e minha liberdade, e estamos lutando pelos seus direitos e sua liberdade, e vamos continuar a lutar por isso da maneira que fazemos, entregando os melhores produtos aos nossos clientes, no final estamos formando uma corrente do Bem.

Faz um exercício; Você vai fazer uma viagem internacional em 2 semanas, passaporte, visto, câmbio, papelada, esquece isso, aquilo. (PONTO). 

Nós fazemos isso acontecer com tecnologia 8-10 MILHÕES de vezes a cada 365 dias. O Brasil recebe 4 milhões de turistas ao ano. HELLOWWWWWW!?  1% de erro =?? 100 mil Reclamações!?

Nós embarcamos quase 2 ESTADOS do Rio de Janeiro por ano, 150 Maracanãs lotados. Atire a pedra quem faz isso? Cobrando mais barato, de forma mais eficiente, com engenharia made in brazil e ainda é referência global em tecnologia. Se souber me fala.

Eu me sinto privilegiado de escutar isso de milhares de clientes, mas a verdade é que eu não fiz e faço mais do que minha obrigação, não vendo milho.

João R Mendes

FEV 2023

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Posts relacionados
Uncategorized

Pets a Bordo: LATAM Revoluciona com Viagens Sem Limites de Peso!

ArtePlataformaTecnologiaUncategorized

Matchu Pitchu com Realidade Aumentada

GeraisNotíciasUncategorized

A Importância Vital dos Serviços de Antifraude Financeira

Uncategorized

Apaixone-se por Gramado: Pacote com Voo + Hotel Sky 2024/2025