Notícias

Patrimônio Mundial ameaçado: um terço das geleiras pode desaparecer até 2050

Há grandes chances de um terço das 18.600 geleiras localizadas em 50 sítios de Patrimônio Mundial desaparecer até 2050 e não podemos fazer nada a respeito. Isso é o que indicam as projeções de um estudo publicado pela UNESCO em 2022.

Os dados são alarmantes, principalmente porque essas geleiras, que ocupam cerca de 66 mil km² (cerca de 10% de todas as áreas da Terra cobertas por gelo) estão derretendo mais rápido por causa das mudanças climáticas.

Além disso, o derretimento delas seria responsável por 5% do aumento do nível do mar no planeta. Para você ter uma ideia, o volume de gelo perdido anualmente seria suficiente para suprir o consumo de água na França e na Espanha por um ano.

Onde estão as geleiras que correm maior risco de derreter?

Entre as geleiras que podem derreter quase completamente até 2050, estão aquelas localizadas nos seguintes lugares:

  • Europa — Dolomitas (Itália), Pirineus – Mont Perdu (França, Espanha);
  • África (as últimas remanescentes no continente) — Monte Kilimanjaro (Tanzânia), Parque Nacional do Monte Quênia (Quênia), Parque Nacional das Montanhas Rwenzori (Uganda), Parque Nacional Virunga (República Democrática do Congo);
  • América — Parque Nacional Yellowstone (Estados Unidos), Parque Nacional Yosemite (Estados Unidos);
  • Ásia — Região de Interesse Paisagístico e Histórico de Huanglong (China).
Geleira de Kilimanjaro na África

É possível evitar o desaparecimento das geleiras?

A boa notícia é: ainda é possível salvar os outros dois terços, mas, para isso, é preciso começar a agir agora.

A principal ação seria reduzir as emissões de gases poluentes e limitar o aumento da temperatura média global a 1,5 ºC, como foi estabelecido pelo Acordo de Paris. O estudo também propõe a criação de uma política de ação climática para o Patrimônio Mundial.

Caso contrário, se as emissões de gases de efeito estufa permanecerem como atualmente, mostra o estudo, quase metade das geleiras nesses sítios — incluindo o Santuário Histórico de Machu Picchu (Peru) e o Santuário dos Pandas Gigantes em Sichuan (China) — pode derreter até 2100.

Para tentar evitar que as geleiras desapareçam, é importante termos consciência desse risco e do que podemos fazer a respeito. Então, compartilhe este artigo nas redes sociais e leve essas informações adiante!


Chegou a hora de você dar um break… 👀
Confira nossas ofertas imperdíveis da Break Friday!

Posts relacionados
GastronomiaNotíciasO que fazer

10 restaurantes brasileiros que estão no top 50 da América Latina

Notícias

Polícia Federal suspende emissão de novos passaportes por falta de verba

Mundo HurbNotícias

Revelamos o horário perfeito para você garantir os melhores hotéis pelo menor preço

Mundo HurbNotícias

Quer viajar por apenas R$ 1? A gente explica como participar dessa super oportunidade